terça-feira, 16 de março de 2010

Ir.
Somente ir.
Devorando estradas
No ensaio do horizonte.
Como se tudo fosse importante.
Ou fosse real.

Um comentário:

  1. Tatiana, que lindo, lindo demais que poema!

    =)

    ResponderExcluir