quinta-feira, 29 de outubro de 2009



Engolia a voz do Bob Dylan e de recheio os ruídos da rua
Andava de mansinho, distraída ventania,
Enfeitada de xadrez no caminho via
 O encerrar do encanto
O bom dia e a boa sorte
-Olharlinguagemdecifrada-
Sentiu o coração sossegado de certeza,
Suspirou profundamente numa despedida tão lenta como a formação de uma nuvem
Nuvem duma brancura doce-tapioca, sem sentimento, sem rancor, cheio de nada.
Tudo encaixotado como lembrança

Deliciava sua nova fase
Saudava o dia, pela alegria!

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Mais um pouquinho de Milan Kundera:
"Em trabalhos práticos de física, qualquer aluno pode fazer experimentos para verificar a exatidão de uma hipótese científica. Mas o homem, porque não tem senão uma vida, não tem nenhuma possibilidade de verificar a hipótese através de experimentos, de maneira que não saberá nunca se errou ou acertou ao obedecer a um sentimento".



Engraçado é que, não só hoje, mas em várias situações eu me pego pensando isso.
 

Quando foi que eu errei??? E quando foi que eu acertei??? rsrs
Bom mesmo é tomar atitude e não fechar os olhos!
Eis o efeito de Toda Nua E Bem Vinda!

terça-feira, 27 de outubro de 2009



E eu tenho a mania de travar diálogos imaginários com as pessoas.
Pensando no que eu diria, as possíveis respostas, e minhas contra-respostas.
E hoje, no caminho, vim discutindo ferrenhamente com duas pessoas.
Imaginei que seria bom deixar que elas soubessem as coisas que penso.
Mudei de idéia.
Porque mortos não conversam.
Cansei. Essa é a verdade. De "amigos" que perdem a identidade. E eu sou assim. Quando amo, amo. Mas quando me decepciono...........
Ainda mais com a intensidade que eu gostava!
Não é bonito matar pessoas. Mas hoje eu matei duas aqui dentro.
Antas-paralíticas!

segunda-feira, 26 de outubro de 2009


E eu tô com aquela felicidadezinha irritante de quem acha tudo lindo... hoje eu tô muito Alice e a boca transborda palavras.
E não, não aconteceu nada demais... e nem tem a ver com estar com alguém mesmo... aliás, tem sim... estou comigo.Um tempinho atrás, estava sentada com as meninas no sofá da sala e falamos de coisas boas, de ruins,contamos os bafão de cada dia... e rimos, rimos,porque nunca vi gente que conta tanta bobagem alheia.Minha irmã passando uns dias aqui, fez um mexidinho delicioso de escarola, ovo e arroz.
E agora estou aqui, depois de um banho fresco, com os cabelos molhados, são 00:16, amanhã tenho aula de manhã, mas tenho vontade de inventar canções.
Passo longe, muito longe, dos versinhos "meirelescos", que eles não são mesmo o meu forte, firmo nessa minha realidade inventada, que é linda (como estou caetana!!!) Algumas são até tristes, mas são minhas.
As vezes a gente tem que tomar atitudes pensando mesmo no nosso próprio umbigo.
mesmo que ninguém entenda.
mesmo que pareçamos ridículos.
mesmo que tenhamos medo.
porque a vida é agora e é nossa!

Hoje a Pri postou no facebook um texto bem legal do (Milan Kundera):
"pois só se tem uma vida e não se pode compará-la com vidas anteriores nem corrigi-las nas posteriores. Tudo é vivido pela primeira vez, como se um ator entrasse em cena sem ter ensaiado. A vida é sempre um esboço, um esboço de nada, um esboço sem quadro. Einmal ist keinmal, uma vez é nunca."

quarta-feira, 21 de outubro de 2009


Cheia de energia e cheia de cor! Tudo começa a ganhar forma de novo... é tão bom sentir este doce aproximar das coisas boas, do tempo sereno, da paz desejada...
De rir e de sorrir,
Saber o que tenho dentro de mim, tantos sonhos ainda por realizar.
Gosto que me digam que pareço uma adolescente, porque ainda sonho com o príncipe encantado. Gosto do Sol e das Estrelas. Amo a Lua .
Gosto de dançar Beatles sozinha na sala, arrastar pé, mexer os ombros, em frente a janela, para que alguém me veja, assim.
Gosto de correr, ver o lago, as flores, do gosto do verde das arvores, de estar ali pisando no meu paraíso...
Gosto do amor, de me entregar, de ser impulsiva e de paixões.
Do sorriso dos meus sobrinhos, do amor da minha irmã, da bondade da minha mãe.
Gosto das minhas amigas, das de sempre e para sempre. Gosto de fazer novos amigos, mas conservar sempre os "velhos". Gosto da parte boa da minha infância, porque as partes ruins agente descarta. Gosto de ter saudades da adolescência, das descobertas, do aprendizado, das crises e dos amores.
Gosto de sentir que tenho dentro de mim, muito Amor e que um dia, quando eu menos esperar, alguém vai reparar, de verdade, em mim...

segunda-feira, 19 de outubro de 2009


Para que servem as palavras?
Hoje:
abraçar... aconchegar... acompanhar...




.

quinta-feira, 15 de outubro de 2009


Saio como quem monta boi brabo.

Quero o vestido mais rodado,

Contar de suas cores num giro.

Rodopiar num raro efeito.

No sentido que esvoaça........

Gritar palavras na ventosidade!!!!!!

Expandir vontades........



Preciso de espaço,

Cresci muito,
Nessa vida-viva-cidade

Mesmo nos dias em que o sol adormece

Olho para dentro, olho para fora, uma piscadela e bam!

Veio-me a maldita pergunta:- para onde você vai?


Gulosa essa minha mente!!!!!



quinta-feira, 1 de outubro de 2009



É inverno? Primavera frio e chuva????

O dia é cinzento.

Mas sabe, não me sinto cinza.

Sinto-me ultra-leve-cores!

Na mente, no instante, na minha âncora.

Em casa sem janela e nenhuma porta fechada,

Extravaso pelo corredor.

Salva.

Estranho....

Eu não quero ouvir as vozes do mundo

Nem saber o que nele acontece!!!!!

Estranha!!!!

Tenho palavras para sonhar....