sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Passou ... Passou


Hoje a tristeza não mora comigo
Mas me visita, aí...... de vez em quando
Hoje não vivo mais como castigo
E já me vejo até cantarolando

E já me sinto um tanto mais robusta
Recuperada de antigas idéias

Já não carrego aquele ar velho
De portas fechadas e muros

Agora o tempo vai, não volta, o tempo muda
E esse tempo já não me atormenta
Passou ... Passou
E isso me acalenta

Sou mais alegre hoje, e já persigo
Umas vitórias, que eu vou conquistando
Hoje a tristeza não mora comigo
Só me visita, aí ..... de vez em quando

domingo, 5 de setembro de 2010

De Carona



Enquanto ela corria
Olhava para o alto
Procurando a lua
E o mundo feio passava

Quando ela pensava em ir em frente
Pegava uns pedacinhos de afeto
Do secreto bem querer

Terra seca
Com sorrisos e sem pirueta

Desenhou sol e nuvens
Olhos castanhos em formato de montanhas

Então, sentiu que havia vento demais e muitos suspiros

Encheu a mala do sonho
E foi embora