quinta-feira, 24 de dezembro de 2009



FELIZ NATAL!!!!!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009


A vida no instante presente, sem aperto.




Quando a minha mente está calma, sinto a proteção de meu Deus,
As mãos de minha mãe apertando as minhas.
Sinto que tudo em mim se reorganiza, silenciosamente, o tempo todo.
Que isso tem mais a ver com o meu olhar,
Com a natureza das sementes que rego.
Minha expectativa, sempre ansiosa, de que as coisas sejam diferentes,
Dá lugar a certeza tranquila de que, naquele momento, tudo está onde pode estar.
Em vez de sofrer pelas coisas que ainda não consigo, eu me sinto grata pelas mudanças que já realizei.
E relaxo.
Hoje acordei assim, numa calma claridade, de não desejar nada.
Não esperar nada. Não buscar nada.
Eu me sinto sentada sob a sombra de uma árvore, numa tarde azul sem pressa, os pássaros, as borboletas, voando no céu de doer os olhos.


quarta-feira, 16 de dezembro de 2009






Há um quentinho cá dentro
Sempre quando ele vem......

terça-feira, 15 de dezembro de 2009




Ai... hoje o meu desejo é essa caminha .....
Perto da janela, 
Chuvinha e frio 
pijaminha e filminho!!!


sábado, 12 de dezembro de 2009


O que será será, e que venha com força.
Com intensidade e alegria.
Com vida e esperança.
O meu objetivo é esquecer o passado ( as coisas ruins, claro), acreditar no futuro e usufruir do presente.
Viver sem rancor, sem mágoa e sem dor.

Manter todos os principios que nasceram comigo. Faze-los prevalecer.

Cada vez mais acredito que a paz que sinto, veio de ter lutado sempre por vincar estes principios em mim, desde sempre.

Ser fiel, não provocar intriga, não cobiçar, não desejar mal.


sexta-feira, 11 de dezembro de 2009



O que contava era o traço mágico que havia imprimido na vida.

e serei assim, sem fim!
com a vida feita de riscos!

quarta-feira, 9 de dezembro de 2009




Deu tchauzinho a menina chorona, mimada e engoliu a garota dos olhos grandes.


Respirava a vida real, com fé, com coragem e seguiu em frente.


Se era preciso cantar.... cantaria mesmo com a boca muda.






Visitando o blog da Claudinha http://vertigemcosmica.blogspot.com/  vi uma campanha bem legal para apoiar a campanha "Earth X global warming" (Terra X aquecimento global), promovida pelo grupo Earth Hour.

A minha laterninha é azul!!!! hehehehe






Crie a sua lanterna no site http://www.earthhour.org/lantern/

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Chove lá fora e aqui dentro...
Quantas mudanças em tão pouco tempo!
Hoje aniversário do irmão caçula, e eu aqui neste chororo.
Como se não existisse o meu paraíso.

Tenho que decidir tudo, em um mês, o rumo da minha vida!!!!!!!
Um adeus dolorido, pesado, severo.


Hoje eu sou O medo e A insegurança.
Sou choro, sou pequena.

sábado, 5 de dezembro de 2009


Faz uma semana 
Que eu deitei no seu peito e ouvi o silêncio do céu

O dia está cinzento da minha janela
Mas vou pintar tudo de azul.
Tudo, tudo, tudo.

É isso mesmo..... é que eu guardei um pouco de você.

Tive medo dessa saudade
Mas eis que

Sai correndo para rever... 
Olhos, sobrancelhas, cílios, nariz, boca e testa.




Minh'alma encantada !!!!!

Avuei otra veiz...

Me deixei solta em você
Canto a noite, observo estrelas 
Mantenho as luzes do quarto acesas
Só queria estar bem. 
E lembrar do sorriso, mais do que bastava.


Respiro baixinho. 
Beijo de caramelo.






Des yeux qui font baiser les miens,
Un rire qui se perd sur sa bouche,
Voilà le portrait sans retouche
De l'homme auquel j'appartiens

[Refrain]
Quand il me prend dans ses bras
Il me parle tout bas,
Je vois la vie en rose.
Il me dit des mots d'amour,
Des mots de tous les jours,
Et ça m'fait quelque chose.
Il est entré dans mon coeur
Une part de bonheur
Dont je connais la cause.
C'est lui pour moi,
Moi pour lui dans la vie,
Il me l'a dit, l'a juré
Pour la vie.
Et dès que je l'apercois
Alors je sens en moi
Mon coeur qui bat

Des nuits d'amour à plus finir
Un grand bonheur qui prend sa place
Des ennuis des chagrins s'effacent
Heureux, heureux à en mourir.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009


O tempo continua deslizando.

O peito cheio, Coração latejando.

É que tenho saudades dentro de mim!

O beijo fácil, sereno, só nosso,
Quente , ardente, dormente,
A noite ao adormecer.

E assim foi.
Só que meu coração parou.




Waves
And then goodbye
I live in a wafer thin dream
I, I can't cry
You know the time
Time's not kind
But I remember the way we were
The slow, slow sad love
I wonder do you miss my love
I know you can't
It's just a wave passing over me
What are these waves
They're coming over me
It must be my destiny
Waves
They're coming by
Goodbye, goodbye, goodbye
Waves
They're coming by
Goodbye, goodbye, goodbye

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009























Tempos de necessidades!!!!!!

Necessidade de ser pequenina, frágil
Preciso de cuidados, preciso de colo

Necessidade de ser conquistada
Suspirar todos os dias, como mágica

Necessidade do cheiro de casa
Da pele de veludo da minha mãe

Necessidade de sonhar
Quero rodar ... rodar .... rodar

Necessidade de alcançar
E te pegar

Necessidade de ser uma grande mulher
De vermelho e nua

Necessidade da delicadeza
Andar de mãos dadas e apertadas

Necessidade de um jardim
 De arvores e borboletas