quinta-feira, 29 de outubro de 2009



Engolia a voz do Bob Dylan e de recheio os ruídos da rua
Andava de mansinho, distraída ventania,
Enfeitada de xadrez no caminho via
 O encerrar do encanto
O bom dia e a boa sorte
-Olharlinguagemdecifrada-
Sentiu o coração sossegado de certeza,
Suspirou profundamente numa despedida tão lenta como a formação de uma nuvem
Nuvem duma brancura doce-tapioca, sem sentimento, sem rancor, cheio de nada.
Tudo encaixotado como lembrança

Deliciava sua nova fase
Saudava o dia, pela alegria!

Um comentário: