segunda-feira, 6 de julho de 2009

A noite é alta negra, resta ainda duas estrelas
Sinto uma necessidade de escrever
Sentada, caneta e papel a espera de alguma coisa:


Tratou de comer e lamber o prato.
Abraçava com força o dia que levava.

O espelho refletia aquela pequena criatura.

Olhos calmos
Pescoço alongado, cintura fina,
Meia fina, short, sapatos coloridos,
Boca, gliter, unhas cinzas

Viva!

Não quero fechar a porta antes de sair
Quero que o vento traga mais lantejoulas
Nesta Vida!!
Ando
De braços dados,
Sensação de eternidade.
Uma ânsia de viver para poder cantar.
Cada vez mais longe.
Cada vez melhor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário