sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Tesouros


Noites bem calmas por aqui

Fui ontem olhar a lua e ouvi-la

A impressão do momento

Foi de que o vento rodopiava

Divertia... deslizando nas nuvens

Pedi ao vento que me levasse

Para perto do menino poeta

Em seus braços ouviria

Sua canção de ninar

Sua voz azul

 
Sussurraria ao pé do ouvido

Um tempo que imaginamos

E o coração disparava

Uma lagrima á beira dos olhos

ALEGRIA! ALEGRIA!

 
Foi quando abri meus olhos

Amanheceu

Custei me desprender do seu abraço

Saudadezinha no peito

Nenhum comentário:

Postar um comentário