segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

O sol lembrou de mim esta manhã.
Voltei a correr, a pisar no chão cinza,
Voltei a ver o verde, o lago, meu paraíso.
Passos largos, quero vento, que aumente mais minha sensação de paz.
A saudade serena,
Ouve-se de longe um desejo que cresce,
Sem medo de ausências ou desencontros.
 Nuvens de sonhos cor branca, leves e frescas.
Olho para o céu, recordo com esperança o azul que se traduz em mim.


Um dia de cada vez, nesta entrega à vida.
Da forma que eu vejo o mundo, do tamanho que eu quiser.
Lá no alto, cada Estrelinha que me acompanha, no coração sempre.

Encho meus pulmões de ar
Neste rebuliço de emoções e incertezas.

O Tempo
vestido
de verão.




Nenhum comentário:

Postar um comentário