segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Ela é assim:
Ora delicada, precisa de cuidados.
Tem incertezas e fica quietinha, só observando.
Precisa de um colo, um abraço forte, alguém que segure a sua mão.
Gentil, frágil, pequena. Quer olhar para dentro. Basta presença e calor.

Ora valente, sai desbravando os dias.
Mesmo com algum medo, vai em frente, confia.
Já não precisa de muita coisa, apenas quer. Quer muito, muito.
Segura, livre, alegre. 
Grande. 
Quer engolir o mundo. Suporta a brisa gelada pois o peito ferve. 
Cuida de sua asas para que ela possa voar, possa ir e voltar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário