sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Poeira De Nuvem


Queria agarrar aquela nuvem
Ela sempre vem cheia
E me deixa solta, inquieta, leve
Queria agarrar aquela nuvem
Pro vento não soprar
Mas ela sempre vem e me enche
E vai embora
Pedi a Ele no tempo de’u esvaziar  
Que Ele guardasse um amor imenso
Que nem existisse no céu
Que eu tenho um coração guloso

Um comentário:

  1. Tem selinho pra vc no meu blog!!
    http://marinadobairro.wordpress.com

    bjobjo

    ResponderExcluir